16/09/2010

O papel da mulher e as suas responsabilidades no casamento cristão.

Alterar tamanho

 

casamentoA esposa deverá prestar obediência ao seu marido, da mesma maneira que ela presta obediência ao Senhor. Quando a esposa respeita os desejos de seu marido, ambos marido e mulher estão em harmonia. E, como nota São João Crisóstomo:

… os filhos são bem educados, os criados estão em boa ordem, os vizinhos, amigos e parentes beneficiam com a emanação positiva.

Quando a mulher não é submissa ao marido, não poderá haver harmonia e – “tudo se vira de cabeça para baixo, e há confusão, é exatamente como quando os generais estão em paz entre si, todas as coisas estão em sua devida subordinação; já quando há divergências tudo se complica. Assim é neste caso. Portanto, disse ele: ‘Esposas, sujeitei-vos a seus maridos, como ao Senhor.

A mulher não é a principal autoridade na família cristã, pois ela é a segunda autoridade: portanto, não a deixe exigir igualdade, pois ela está abaixo da cabeça… .

Muitas mulheres podem ofender-se com estas palavras, pois dentro da nossa sociedade as pessoas ridicularizam abertamente a ideia da obediência ou indignam-se até diante da leve menção da palavra, esperando, pelo contrário, que cada subordinado exija liberdade.

A sociedade moderna e a opinião pública desprezam o espírito da obediência. Porém, as mulheres cristãs precisam entender que um casamento cristão não faz parte da sociedade.

Os propósitos de cada um não estão tão somente em discordância mas geometricamente opostos.

Segundo os conceitos de perfeição cristã, a obediência é um catalisador, enquanto que a vontade própria intensifica fortemente a paixão pelo orgulho e finalmente afasta ” o sobrenatural do pensamento cristão… “.

O significado da obediência é muito bem expresso pelo Metropolita Antonio Khrapovitsky quando diz:

“Se você se propõe a ser uma pessoa boa, inteligente e não uma ovelha bitolada, mais uma dentro do rebanho, então deixe de concordar com a multidão de seus semelhantes, que estão morrendo espiritualmente e fisicamente, não vá pelo caminho de sua vontade própria mas pelo caminho da obediência. Somente então você será um homem, então quem sabe, você sozinho… preservará sua fé e seu coração sem endurecimento e sua palavra verdadeira e a alma honrada, você não será massacrado e batido pela tempestade como o cata-vento, como acontece com a maioria dos seus semelhantes” .

Cristo, Ele próprio, é o mais perfeito símbolo de obediência, pois foi através de sua completa obediência ou submissão ao sofrimento e morte por nossa causa que Ele nos levou do nosso antigo meio para a verdade e a vida. “assim, como pela desobediência de um só homem a multidão dos homens se tornou pecadora também pela obediência de um só Homem a multidão dos homens se tornará justa” (Rom. 5:19).

Todo o cristão é convidado a empenhar-se para se modificar, para “vestir” Cristo, para se regenerar, a tornar-se um novo homem. Somente quando eu me torno um novo homem em Cristo, eu posso encontrar alegria na obediência.

O homem antes dessa transformação que não “vestiu “Cristo, deseja desobedecer e resiste.

A esposa cristã precisa adquirir as características de uma beleza verdadeira que não é física: afeição, modéstia de pensamento e suavidade.




No responses yet

Faça seu comentário

Enviar para um amigo





Enviar para um amigo